Pedagogia histórico-crítica, quadragésimo ano : novas aproximações

R$89,00

ou em até 3x de R$29,67 sem juros.

QUARTA CAPA

 

Este livro dá continuidade ao Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações, apresentando novas aproximações à sistematização da teoria resultantes de 20 conferências proferidas pelo autor entre 2005 e 2019. Integra, assim, o movimento de produção coletiva da PHC, teoria que se adensou fortemente na última década. Com efeito, ao Seminário “Pedagogia histórico-crítica, 30 anos”, realizado em dezembro de 2009, sucederam-se diversos eventos específicos e um conjunto amplo de trabalhos na forma de dissertações, teses, livros e artigos, além das várias iniciativas de implementação da PHC em diferentes municípios de nosso país. Toda essa mobilização conflui, agora, para o Seminário “Pedagogia histórico-crítica: 40 anos de luta por escola e democracia”, que se realizará na Universidade Federal da Bahia, de 10 a 12 de setembro deste ano de 2019, em uma conjuntura de dificuldades inauditas em que a educação, ao mesmo tempo em que vem sendo duramente atacada pelos novos agentes governamentais, põe-se como uma trincheira na luta em defesa da civilização contra a barbárie. Nesse contexto, as análises e reflexões apresentadas neste livro se propõem a auxiliar o trabalho pedagógico dos professores assegurando a todos os estudantes o conhecimento das condições objetivas como antídoto às ilusões ideológicas e às informações falsas difundidas pela mídia tradicional e pelas redes sociais.

 

Versão E-book

Selecione uma plataforma

279 em estoque

Descrição

SUMÁRIO
PREFÁCIO xiii

CAPÍTULO 1
A PESQUISA NA PÓS-GRADUAÇÃO: PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO E COMPROMISSO SOCIAL
OU O DILEMA PRODUTIVIDADE-QUALIDADE 1
1. O lugar da pesquisa na organização da pós-graduação 2
2. A questão da produtividade 5
3. A questão da qualidade 9
4. O dilema produtividade-qualidade 12
Conclusão 14
Referências 15

CAPÍTULO 2
TEORIAS PEDAGÓGICAS CONTRA-HEGEMÔNICAS NO BRASIL 17
1. Pedagogias contra-hegemônicas na Primeira República 18
2. As pedagogias contra-hegemônicas na Era Vargas 19
3. Pedagogias contra-hegemônicas sob a hegemonia produtivista (1960-2008) 22
Conclusão 29
Referências 31

CAPÍTULO 3
RELEVÂNCIA DO CONHECIMENTO DESDE A PERSPECTIVA HISTÓRICO-CRÍTICA 33
Introdução 33
1. A produção da essência humana e o conhecimento 34
2. Rompimento da unidade primitiva: consequências para o conhecimento e para
a educação 36
3. Em busca do restabelecimento dos vínculos entre conhecimento e vida e entre trabalho e educação 38
4. A pedagogia histórico-crítica e a relevância do conhecimento 40
Conclusão 43
Referências 44

CAPÍTULO 4
CIÊNCIA E EDUCAÇÃO NA SOCIEDADE CONTEMPORÂNEA: DESAFIOS A PARTIR DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA 45
1. Pedagogia: ciência da educação? 46
2. Pedagogia e ciência no Brasil: da aspiração à ciência em direção à ciência sob suspeição 47
3. Educação e ciência na atualidade: a emergência da pedagogia histórico-crítica 56
4. O desafio da pedagogia como ciência da educação 58
5. O desafio do ensino das ciências nas escolas 60
Conclusão 61
Referências 64

CAPÍTULO 5
PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E EDUCAÇÃO ESCOLAR 67
1. A relação entre teoria e prática na educação 67
2. O dilema da pedagogia: teoria versus prática 70
3. Superação do dilema 72
Referências 77

CAPÍTULO 6
SUPERVISÃO EDUCACIONAL E TRANSFORMAÇÃO SOCIAL 79
1. Supervisão educacional: função, ideia e profissão 80
2. O supervisor como profissional da educação: agente técnico ou agente político? 83
3. A situação atual: uma sociedade desumanizadora e excludente 86
Conclusão: uma nova supervisão para uma nova escola e uma nova sociedade humanizadoras
e includentes 88
Referências 91

CAPÍTULO 7
PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E CORPOREIDADE: SUBSÍDIOS PARA UMA
ABORDAGEM PEDAGÓGICA HISTÓRICO-CRÍTICA DA EDUCAÇÃO FÍSICA 93
1. Concepção de mundo, de homem e de sociedade na perspectiva da pedagogia
histórico-crítica 93
2. Concepção de educação na perspectiva histórico-crítica 98
3. A proposta didático-metodológica da pedagogia histórico-crítica 102
Conclusão: implicações para a educação física 104
Referências 108

CAPÍTULO 8
O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NA SOCIEDADE ATUAL: UMA REFLEXÃO
CRÍTICA FRENTE ÀS PEDAGOGIAS CONTEMPORÂNEAS 109
1. Caráter da sociedade atual 110
2. As pedagogias contemporâneas 112
3. Impacto das pedagogias contemporâneas no interior das escolas brasileiras 113
4. As ideias pedagógicas dos professores entre 1970 e 1990 114
5. As ideias pedagógicas dos professores entre 1990 e os dias atuais 118
6. Superação do impacto negativo das pedagogias contemporâneas: a pedagogia
histórico-crítica 120
Conclusão 121
Referências 123

CAPÍTULO 9
A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA NA EDUCAÇÃO DO CAMPO 125
1. Concepção de homem e de educação 125
2. A orientação teórico-metodológica da pedagogia histórico-crítica e a educação
do campo 129
3. A prática social como ponto de partida da educação no campo 129
4. Os momentos intermediários da prática social na educação do campo: problematização, instrumentação e catarse 140
5. A prática social como ponto de chegada da educação no campo 141
Conclusão 143
Referências 145

CAPÍTULO 10
PÓS-GRADUAÇÃO, PEDAGOGIA E MOVIMENTOS SOCIAIS NA LUTA PELA
EDUCAÇÃO POPULAR 147
1. Significado de educação popular 148
2. Significado de movimentos sociais 154
3. Pedagogia e Pós-Graduação em Educação 160
Conclusão 163
Referências 165

CAPÍTULO 11
O CONCEITO DIALÉTICO DE MEDIAÇÃO NA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA
EM INTERMEDIAÇÃO COM A PSICOLOGIA HISTÓRICO-CULTURAL 167
1. Lógica dialética 167
2. A categoria de “mediação” na pedagogia histórico-crítica 176
3. Intermediação com a psicologia histórico-cultural 182
Conclusão 186
Referências 187

CAPÍTULO 12
CONSCIÊNCIA SOCIAL E AÇÃO POLÍTICA E IDEOLÓGICA 189
1. As bases objetivas da formação da consciência: a estrutura social 190
2. A contradição entre relações de produção e forças produtivas no contexto atual 193
3. Consciência da contradição e solução dos problemas 195
4. Consciência real, consciência possível e limite máximo de consciência possível 198
5. O terreno das ideologias e a luta de classes 199
6. Deslocamento da luta do terreno especificamente político para o ideológico 202
Conclusão: indicações para a ação política e ideológica no contexto atual 205
Referências 208

CAPÍTULO 13
COMO AVANÇAR? DESAFIOS TEÓRICOS E POLÍTICOS DA PEDAGOGIA
HISTÓRICO-CRÍTICA HOJE 209
1. Educação e atualidade 210
2. A situação atual 214
3. Desafios teóricos e políticos 218
Conclusão: estratégia para avançarmos na resposta aos desafios da hora presente 222
Referências 225

CAPÍTULO 14
DA INSPIRAÇÃO À FORMULAÇÃO DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA: OS TRÊS
MOMENTOS DA PHC QUE TODA TEORIA VERDADEIRAMENTE CRÍTICA DEVE CONTER 227
Introdução: inspiração para a proposta da pedagogia histórico-crítica 227
1. Primeiro momento: aproximação ao objeto “educação” em suas características
estruturais de modo a apreendê-lo em sua concreticidade 230
2. Segundo momento: contextualização crítica das teorias hegemônicas 235
3. Terceiro momento: elaboração e sistematização de uma teoria da educação efetivamente crítica 236
Conclusão: em que medida a pedagogia histórico-crítico cumpriu seu desiderato de se
constituir como uma teoria verdadeiramente crítica 238
Referências 243

CAPÍTULO 15
PRESSUPOSTOS GRAMSCIANOS DA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA 245
1. Afinidade de propósitos entre a perspectiva gramsciana e a perspectiva
pedagógica histórico-crítica 246
2. Lição de método, marca distintiva do posicionamento de Gramsci diante de Marx e do marxismo 252
3. Presença de Gramsci na construção teórica da pedagogia histórico-crítica 257
Referências 265

CAPÍTULO 16
A CONTRIBUIÇÃO DA REVOLUÇÃO RUSSA PARA A EDUCAÇÃO E
A PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA NA ATUALIDADE 267
1. Significado de revolução, revolução burguesa e emergência da Revolução Russa 268
2. Contribuição da Revolução Russa para a educação 272
3. Atualidade da pedagogia histórico-crítica diante dos desafios da hora presente 274
Referências 276

CAPÍTULO 17
A DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA NA PERSPECTIVA HISTÓRICO-CRÍTICA
EM TEMPOS DE SUICÍDIO DEMOCRÁTICO 277
1. Liberalismo clássico e educação pública 278
2. A escola pública universal, gratuita, obrigatória, laica e democrática 281
3. Liberalismo renovado e educação pública 282
4. Impacto positivo do liberalismo keynesiano na defesa da escola pública democrática 284
5. Neoliberalismo e educação pública 285
6. Impactos negativos do neoliberalismo no ataque à escola pública democrática 288
7. Socialismo e educação pública 291
8. A pedagogia histórico-crítica e a defesa da educação pública 293
Referências 294

CAPÍTULO 18
A POLÍTICA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA PÓS-LDB DIANTE
DA ATUAL CRISE BRASILEIRA 297
1. A regulamentação do Título V, Capítulo III – Da Educação Profissional da LDB
efetuada pelo governo FHC 298
2. A nova regulamentação da educação profissional aprovada no primeiro governo Lula 300
3. A política de educação profissional e tecnológica do segundo governo Lula 301
4. A política de educação profissional do governo Dilma 302
5. O golpe jurídico-midiático-parlamentar de 2016 e os retrocessos na educação 304
6. Uma nova perspectiva para o ensino médio: a politecnia 306
7. A educação profissional e tecnológica na perspectiva histórico-crítica 308
Conclusão 309
Referências 312

CAPÍTULO 19
FACULDADE DE EDUCAÇÃO, PEDAGOGIA E PÓS-GRADUAÇÃO NA LUTA
PELA EDUCAÇÃO PÚBLICA 315
1. Faculdade de Educação 315
2. O curso de pedagogia 320
3. O advento da pós-graduação 323
Conclusão: a questão da educação pública 325
Referências 330

CAPÍTULO 20
DESAFIOS DA EDUCAÇÃO NA ATUALIDADE 333
1. Situação atual 333
2. A educação no contexto brasileiro atual 336
3. Os desafios educacionais da situação atual 339
Conclusão: formas de resistência 345
Referências 346

SOBRE O AUTOR 347

Informação adicional

Peso 0.638 kg
Dimensões 23 × 16 × 1.5 cm
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Dimensões

quantidade

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.