Crítica ao fetichismo da individualidade

R$59,00

ou em até 3x de R$19,67 sem juros.

Esta coletânea foi organizada com o propósito de mostrar a necessidade da crítica ao fetichismo da individualidade nos campos da educação, da psicologia e das demais ciências voltadas para os diversos aspectos da vida humana.

82 em estoque

REF: 978-85-7496-106-4 Categoria:

Descrição

Newton Duarte comenta na introdução deste livro que o episódio bíblico sobre o bezerro de ouro é uma das mais antigas referências ao fenômeno que depois veio a ser chamado de fetichismo. Na narrativa bíblica, Moisés destrói o bezerro de ouro reduzindo-o a pó, obriga o povo a beber água com esse pó e ordena “que matem cada um a ser irmão, seu amigo, seu vizinho”, ocorrendo o assassinato de cerca de três mil homens. A intensidade do castigo foi proporcional ao significado social, político e psicológico do fetichismo. No século XIX, dois alemães fazem uma crítica também contundente ao fetichismo: Ludwig Feuerbach, mostrando que todo deus é um fetiche, pois os deuses são todos criados pelos seres humanos, e Karl Marx, revelando o segredo do fetichismo das mercadorias e expondo a essência alienante alienante da sociedade capitalista.

 

Esta coletânea foi organizada com o propósito de mostrar a necessidade da crítica ao fetichismo da individualidade nos campos da educação, da psicologia e das demais ciências voltadas para os diversos aspectos da vida humana.

Informação adicional

Peso 0.42 kg
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Organizador

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.