Abuso sexual: a justiça interrompe a violência

R$35,00

ou em até 2x de R$17,50 sem juros.

A questão do abuso sexual de menores em contexto intrafamiliar é uma problemática que cada vez mais vem a público. Com o advento da denúncia anônima esse tipo de conflito, que está mais afeito à vida privada, vem sendo também muito mais encaminhado ao contexto judicial. Em países de primeiro mundo o atendimento terapêutico nesse contexto é realizado sobre “sob obrigação”. No Brasil a legislação não oferece elementos para a exigência dessa obrigatoriedade. Sendo assim a Universidade Católica de Brasília (UCB), a Universidade de Brasília (UnB) e o Setor Psicossocial Forense do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios firmaram uma parceria para a realização de um trabalho pioneiro que se constitui no oferecimento de Grupo Multifamiliar para as famílias que passaram por uma avaliação psicossocial em Vara Cível ou Vara Criminal desse Tribunal, e que foi apontada a existência de conflito familiar envolvendo crianças e/ou adolescentes abusadas sexualmente. É a avaliação deste projeto que nos dispormos a discutir a partir da compreensão dos efeitos do Grupo Multifamiliar para as famílias que integram o atendimento; para os profissionais do Setor Psicossocial que encaminharam essas famílias; para os alunos que foram treinados durante os atendimentos e para os professores/supervisores/terapeutas/pesquisadores que coordenaram a atividade. Para abrilhantar a discussão convidamos vários profissionais, estudiosos do tema do abuso sexual, a comentar os textos.

59 em estoque

REF: 978-85-98843-72-8 Categoria:

Descrição

A questão do abuso sexual de menores em contexto intrafamiliar é uma problemática que cada vez mais vem a público. Com o advento da denúncia anônima esse tipo de conflito, que está mais afeito à vida privada, vem sendo também muito mais encaminhado ao contexto judicial. Em países de primeiro mundo o atendimento terapêutico nesse contexto é realizado sobre “sob obrigação”. No Brasil a legislação não oferece elementos para a exigência dessa obrigatoriedade. Sendo assim a Universidade Católica de Brasília (UCB), a Universidade de Brasília (UnB) e o Setor Psicossocial Forense do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios firmaram uma parceria para a realização de um trabalho pioneiro que se constitui no oferecimento de Grupo Multifamiliar para as famílias que passaram por uma avaliação psicossocial em Vara Cível ou Vara Criminal desse Tribunal, e que foi apontada a existência de conflito familiar envolvendo crianças e/ou adolescentes abusadas sexualmente. É a avaliação deste projeto que nos dispormos a discutir a partir da compreensão dos efeitos do Grupo Multifamiliar para as famílias que integram o atendimento; para os profissionais do Setor Psicossocial que encaminharam essas famílias; para os alunos que foram treinados durante os atendimentos e para os professores/supervisores/terapeutas/pesquisadores que coordenaram a atividade. Para abrilhantar a discussão convidamos vários profissionais, estudiosos do tema do abuso sexual, a comentar os textos.

Informação adicional

Peso 0.18 kg
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Organizadoras

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Abuso sexual: a justiça interrompe a violência”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *