Sociedade, educação e currículo no Brasil

R$69,00

ou em até 3x de R$23,00 sem juros.

“Qual a relação entre o contexto socioeconômico-político brasileiro, a proposta educacional e as propostas curriculares oficiais presentes na legislação federal? Em que medida as propostas curriculares oficiais atendem ao contexto social, especialmente aos determinantes econômicos e políticos?” Este livro propõe-se a responder as questões anteriormente colocadas, no intuito de resgatar e sistematizar a história do currículo oficial no Brasil. Para tal, o exame da legislação constituiu o princípio orientador da análise, visto que esta registra as concepções decorrentes do contexto socioeconômico-político do país. Aborda o período que vai da educação jesuítica à década de 1980, com ênfase nas propostas curriculares presentes nas Leis Orgânicas do Ensino Secundário (1942) e Primário (1946) e na LDB de 1961 e suas reformas (1971 e 1982). Para isso, o trabalho foi organizado em cinco capítulos, que contemplam uma visão geral do contexto socioeconômico-político e educacional brasileiro em cada momento histórico (Colônia, Império, Primeira República, de 1930 a 1964 e de 1964 a 1985), para adentrar na análise das propostas curriculares oficiais presentes na legislação de ensino e sua relação com o contexto social e educacional. A obra é uma contribuição aos educadores, dada a importância destes conhecerem criticamente as propostas oficiais para exercer um papel mais ativo diante da relação entre currículo oficial e currículo real, bem como compreender as implicações socioeconômicas e políticas presentes nas propostas.

0 em estoque

REF: 978-85-7496-085-2 Categoria:

Descrição

“Qual a relação entre o contexto socioeconômico-político brasileiro, a proposta educacional e as propostas curriculares oficiais presentes na legislação federal? Em que medida as propostas curriculares oficiais atendem ao contexto social, especialmente aos determinantes econômicos e políticos?” Este livro propõe-se a responder as questões anteriormente colocadas, no intuito de resgatar e sistematizar a história do currículo oficial no Brasil. Para tal, o exame da legislação constituiu o princípio orientador da análise, visto que esta registra as concepções decorrentes do contexto socioeconômico-político do país. Aborda o período que vai da educação jesuítica à década de 1980, com ênfase nas propostas curriculares presentes nas Leis Orgânicas do Ensino Secundário (1942) e Primário (1946) e na LDB de 1961 e suas reformas (1971 e 1982). Para isso, o trabalho foi organizado em cinco capítulos, que contemplam uma visão geral do contexto socioeconômico-político e educacional brasileiro em cada momento histórico (Colônia, Império, Primeira República, de 1930 a 1964 e de 1964 a 1985), para adentrar na análise das propostas curriculares oficiais presentes na legislação de ensino e sua relação com o contexto social e educacional. A obra é uma contribuição aos educadores, dada a importância destes conhecerem criticamente as propostas oficiais para exercer um papel mais ativo diante da relação entre currículo oficial e currículo real, bem como compreender as implicações socioeconômicas e políticas presentes nas propostas.

Informação adicional

Peso 0.3 kg
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Dimensões

Autora

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Sociedade, educação e currículo no Brasil”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *