Frieza Burguesa e Educação: a frieza como mal-estar moral da cultura burguesa na educação

R$93,00

ou em até 5x de R$18,60 sem juros.

Este livro foi escrito nos anos de 1992 e 1993(publicado com o título Bürgerliche Kälte undPädagogik, ed. Büchse der Pandora, 1994),época em que Andreas Gruschka foi membrode um grupo de estudos avançados sobrereformas da educação, sediado em Berlim.Nele o autor pretende esclarecer como apedagogia nega, historicamente, a discrepânciaentre sua aspiração e seus resultados, de talmaneira que a prática não é contestada.Nas pesquisas que apresenta neste livro,Gruschka mostra como a frieza burguesa, queem geral é eficiente na sociedade, repercute napedagogia e quão forte a idealização da práticaerrada contribui para que os educadores nãotomem consciência da frieza produzida naeducação.

243 em estoque

Descrição

Este livro foi escrito nos anos de 1992 e 1993 (publicado com o título Bürgerliche Kälte undPädagogik, ed. Büchse der Pandora, 1994), época em que Andreas Gruschka foi membro de um grupo de estudos avançados sobre reformas da educação, sediado em Berlim. Nele o autor pretende esclarecer como a pedagogia nega, historicamente, a discrepânciaentre sua aspiração e seus resultados, de talmaneira que a prática não é contestada. Nas pesquisas que apresenta neste livro, Gruschka mostra como a frieza burguesa, que em geral é eficiente na sociedade, repercute na pedagogia e quão forte a idealização da prática errada contribui para que os educadores não tomem consciência da frieza produzida na educação.

Informação adicional

Peso 0.65 kg
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Dimensões

quantidade

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Frieza Burguesa e Educação: a frieza como mal-estar moral da cultura burguesa na educação”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *