Conversando sobre violência sexual contra a criança

R$25,00

Olá!
Sabem quem eu sou? Uma menina… Uma menina bem mais velha que a maioria das meninas que sofrem com a violência sexual. É… mas mesmo assim eu fico muito triste toda vez que fico sabendo que alguma menina ou menino está sofrendo por conta dela. Ela só causa sofrimento, raiva, tristeza, dor e vergonha. E o que é pior: ela se disfarça tão bem que nem sempre nós conseguimos percebê-la. É por isso que, às vezes, ela pega todo mundo de surpresa. Até na nossa casa e na casa de tanta gente… Mas como as pessoas não gostam de falar sobre ela, ninguém fica sabendo… Aí mesmo é que ela gosta. Ela se aproveita do medo e da vergonha de quem não quer abrir a boca e gritar bem alto: olha aí gente! É ela, a violência sexual, pega! Aí ela fica à vontade para fazer muita maldade. Até mesmo entre as pessoas de quem nós gostamos… Ela fica escondida, bem pertinho da gente e, de repente, craaauu!
Mas fico feliz, me sinto até mais leve, mais bonita, mais brincalhona, ainda mais menina, quando leio um livro como este aqui. É que eu sei quanta força as palavras possuem. Elas são fortes e podem até mesmo evitar que coisas muito ruins aconteçam. Então, peço a você: leia esta história. Mostre esta história a alguém. Peça que este alguém leia esta história para outra pessoa. Quem sabe assim, muita gente leia esta história e faça muito mais gente entender como a violência sexual é covarde e perversa… Quem sabe até, se todo mundo ficar vigiando, ninguém mais deixe a violência sexual entrar e fazer maldade… Ah! vai ser tão bom! O mundo vai até ficar mais menino e a vida mais alegre e menina!

150 em estoque

REF: 978-85-7963-048-4 Categoria:

Descrição

Olá!
Sabem quem eu sou? Uma menina… Uma menina bem mais velha que a maioria das meninas que sofrem com a violência sexual. É… mas mesmo assim eu fico muito triste toda vez que fico sabendo que alguma menina ou menino está sofrendo por conta dela. Ela só causa sofrimento, raiva, tristeza, dor e vergonha. E o que é pior: ela se disfarça tão bem que nem sempre nós conseguimos percebê-la. É por isso que, às vezes, ela pega todo mundo de surpresa. Até na nossa casa e na casa de tanta gente… Mas como as pessoas não gostam de falar sobre ela, ninguém fica sabendo… Aí mesmo é que ela gosta. Ela se aproveita do medo e da vergonha de quem não quer abrir a boca e gritar bem alto: olha aí gente! É ela, a violência sexual, pega! Aí ela fica à vontade para fazer muita maldade. Até mesmo entre as pessoas de quem nós gostamos… Ela fica escondida, bem pertinho da gente e, de repente, craaauu!
Mas fico feliz, me sinto até mais leve, mais bonita, mais brincalhona, ainda mais menina, quando leio um livro como este aqui. É que eu sei quanta força as palavras possuem. Elas são fortes e podem até mesmo evitar que coisas muito ruins aconteçam. Então, peço a você: leia esta história. Mostre esta história a alguém. Peça que este alguém leia esta história para outra pessoa. Quem sabe assim, muita gente leia esta história e faça muito mais gente entender como a violência sexual é covarde e perversa… Quem sabe até, se todo mundo ficar vigiando, ninguém mais deixe a violência sexual entrar e fazer maldade… Ah! vai ser tão bom! O mundo vai até ficar mais menino e a vida mais alegre e menina!

Informação adicional

Peso 0.07 kg
parcelas

sinopse

indice

Informações do Autor

Nº de Páginas

Nº da Edição

Autora

Ficha Técnica

isbn

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Conversando sobre violência sexual contra a criança”

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *