3 de 14 produtos cadastrados na categoria Liber Livro – Série Pesquisa

Próximo »  

A pesquisa-ação

A pesquisa-ação

Autor: René Barbier


R$29,00







Nº da Edição: 1ª Edição (2007)

Nº de Páginas: 159

Isbn: 85-98843-01-6



Disponibilidade: Esgotado


Dúvidas ?
 
 


Calcular frete:

Formas de pagamento:

 

R$29,00

Parcele em até 3x sem juros
1x de R$29,00
2x de R$14,50
3x de R$9,67


 

Todos conhecemos a célebre frase de Marx nas teses sobre Feuerback, segundo o qual os filósofos interpretam o mundo, quando  se fazia necessário transformá-lo. Um século depois, Carnelius Castoriadis retorna essa problemática marxiana e lhe dá uma atualização significativa. Para ele, o mundo humano é o do fazer, é um mundo por fazer, é um mundo por-ser, sendo impossível ter uma teoria completa a seu respeito. Uma teroria acabada, completa, deifnitiva, seria a teoria de um mundo morto e, assim, desprovida de interesse. Lembra, outra vez, Castoriadis, que o fazer faz falar o mundo. É quando mexemos nas organizações, na vida dos grupos, na vida das comunidades, em qualquer contexto humano, que ele fala e nos surpreende, revelando muito de si mesmo. Assim aprendemos com a prática, refletindo sobre ela. A complexidade das situação remete a uma articulação dialética entre suas dinâmicas, diria René Barbier. Daí sua sistematização da pesquisa-ação existencial, buscando nos oferecer um quandro teórica, epistemológica e metodoológico articulado e consistente que permita romper o dilema: ou fazer ciência ou fazer administração, ou conhecer ou governar os homens, mostrando-nos que é possível, se o desejarmos, aprender, conhecer, enquanto transformamos e transformar enquanto conhecemos.

 

Rogério de Andrade Códova


Apresentação
Prefácio à edição brasileira
Introdução
Capítulo 1: Histórico da pesquisa-ação

1. O período da emergência e de consolidação
2. O período de radicalização política e existencial
Capítulo 2: A nova pesquisa-ação e seu questionamento epistemológico
1. A antiga pesquisa-ação: uma metodologia experimental para a ação
2. A diversidade dos tipos de pesquisa-ação
2.1. As pesquisas-ações de inspiração lewiniana ou neolewiniana
2.2. A consulta-pesquisa de inspiração analítica ou socioanalítica
2.3. A ação-pesquisa
2.4. A experimentação social
3. Psicologia experimental e mudança social
4. Crítica da sociologia positivista pela nova pesquisa-ação
4.1. As hipóteses relativas à ciência, ao conhecimento e à mudança
4.2. O processo de pesquisa
4.3. A metodologia e os instrumentos de pesquisa
4.4. O novo papel do sociólogo
5. A nova pesquisa-ação
Capítulo 3: A pesquisa-ação existencial, integral, pessoal e comunitária
1. A pesquisa-ação existencial
Uma arte
De rigor clínico
Desenvolvida coletivamente
Com o objetivo da adaptação relativa de si ao mundo
2. Pesquisa-ação existencial e pesquisa-ação integral
2.1. Um modelo aberto da pesquisa-ação
2.2. A pesquisa-ação integral de André Morin (1992)
Capítulo 4: As noções-entrecruzadas em pesquisa-ação
1. A complexidade
2. A escuta sensível
2.1. A escuta sensível e multirreferencial não é um rótulo social
2.2. A escuta sensível e multirreferencial não é a projeção de nossas angústias ou de nossos desejos
2.3. A escuta sensível e multirreferencial não está assentada sobre a interpretação dos fatos
2.4. A escuta sensível se apóia sobre a totalidade complexa da pessoa: os cinco sentidos
2.5. A escuta sensível multirreferencial é, primeiramente, uma presença mediativa
3. O pesquisador coletivo e sua escrita
3.1. O pesquisador coletivo
3.2. A escrita coletiva
4. A mudança
5. Negociação e avaliação
6. Do processo
6.1. Os processos e suas lógicas
7. Da autorização
Capítulo 5: O método em pesquisa-ação
1. A identificação do problema e a contratualização
2. O planejamento e a realização em espiral
3. As técnicas da pesquisa-ação
3.1. A observação participante predominante existencial (OPE)
3.2. A técnica do diário de itinerância
4. A teorização, a avaliação e a publicação dos resultados
Referências bibliográficas
Sobre o autor/sobre a tradutora



René Barbier é professor de ciências da educação na Universidade de Paris 8, co-diretor do Centro de Pesquisa sobre o Imaginário Social e a Educação (Crise) e diretor do Laboratório Educação e Culturas (Liec). Autor de Pesquisa-ação na instituição educativa (1977), obra publicada no Brasil pela Zahar Editora, e de L'approche transversale: l'écoute sensible en sciences humaines (Anthropos, 1997), referências fundamentais sobre pesquisa-ação. Dedica-se atualmente ao estudo da mestiçagem cultural e axiológica e à reflexão sobre a pertinência da obra de J. Krishnamurti para a pesquisa em educação.


Editora Liber Livro

Autor: René Barbier

Tradução: Lucie Didio

ISBN: 85-98843-01-6

Edição: 1ª edição (2007)

Número de Páginas: 159

Formato: 11,5x21 cm

Peso: 0,200

Dúvidas?

Mandar uma dúvida

Nenhuma dúvida cadastrada.


Mandar sua dúvida

* Campos Obrigatórios

 
    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$29,00
2 x R$14,50
3 x R$9,67
   

Desenvolvido por Lógica Digital Lógica Digital