1 de 3 produtos cadastrados na categoria Florada das artes

Próximo »  

Arquitetura em suspensão

Arquitetura em suspensão

Autor: Alex Miyoshi


De R$52,00

Por R$10,00







Nº da Edição: 1ª edição (2011)

Nº de Páginas: 196

Isbn: 978-85-62019-08-1

Dimensões: 16x23 cm



Disponibilidade: Em estoque


Dúvidas ?
 
 


Calcular frete:

Formas de pagamento:

 

De R$52,00

Por R$10,00

Parcele em até 1x sem juros
1x de R$10,00


 

O livro de Alex Miyoshi, escrito com paixão que contamina imediatamente o leitor, é triplamente precioso. Porque traz informações npvas que enriquecem nosso conhecimento sobre um edifício essencial: o prédio do Masp, em São Paulo. Porque cria o mais fino tecido analítico e crítico, que se ramifica pela arquitetura, pelo urbanismo, pelas técnicas construtuvas, pela museografia e museologia. E, sobretudo, porque tal resultado só foi possível graças a um enfoque exemplarmente hidtórico, no qual a obra estudada vem tomada em todas as suas metamorfoses, e como um projeto ideal.


Introdução: O edifício como sujeito de estudo

1. Histórias da arquitetura do MASP

- A história do edifício pelos fundadores

- A história do edifício pela imprensa

- A história “atemporal” do edifício

- A justificativa do belvedere livre

- Pirâmide de vidro: esboço do MASP?

2. Museu interno:

- O museu como “itinerário”

- Emulações tecnológicas e “museomania”

- A bipartição do acervo: exposição e reserva

- Primeira célula do MASP

- A expansão na Sete de Abril

3. Edifício-museu: o MASP na Avenida Paulista

- O sonho de Lina Bardi

- Reidy, o MAM carioca e o MAM do Trianon

- Figueiredo Ferraz

- A construção do edifício

- Work in progress

- A escada helicoidal

- Da cobertura translúcida e das empenas cegas...

- ...à transparência do vidro

- Solução técnica e política 

4. Reformas, ampliações, usos do espaço

- Goteiras

- Mais goteiras

- Empaquetage do MASP

- Água mole em pedra dura

- As razões da pintura vermelha dos pórticos

- De Pietro Bardi a Fábio Magalhães

- A polêmica do painel eletrônico

- A saída de Magalhães e o “cisma” do MASP

- Julio Neves e o prosseguimento das reformas do edifício 

5. Museologias e museografias

- Primazia do acervo

- Acervo suspenso

- Museus em xeque

- Do cavalete de cristal à parede de gesso

- As museografias do MASP e na Itália no pós-guerra

- As justificativas da mudança museográfica

- O tombamento do edifício do MASP

- Cavaletes ou paredes?

Considerações

- Concreto e abstrato

- Limite

- Paralelos

- Fins

Bibliografia

Bibliotecas e arquivos consultados

Minibiografias

 


Alexander Gaiotto nasceu em São Paulo (SP) em 15 de dezembro de 1974. Estudou no Colégio Imaculada Conceição, em Passos (MG). Graduou-se na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Trabalhou como arquiteto, designer gráfico e industrial. Concluiu em 2010 o doutorado em história da arte na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) com a tese “Moema é morta”, sobre o indianismo nas artes e na literatura do Brasil. Em 2007, também na UNICAMP, defendeu o mestrado sobre a arquitetura do MASP, suas museologias e museografias, cuja dissertação a editora Autores Associados traz ao público. 


Editora Autores Associados

Autor: Alex Miyoshi

ISBN: 978-85-62019-08-1

Edição: 1ª edição (2011)

Número de páginas: 208

Formato: 16x23 cm

Peso: 0,400g

Dúvidas?

Mandar uma dúvida

Nenhuma dúvida cadastrada.


Mandar sua dúvida

* Campos Obrigatórios

 
    • Aguarde o carregamento ... Carregando...
Cálculos das Parcelas
1 x R$10,00
   

Desenvolvido por Lógica Digital Lógica Digital